JP Ferreira | 2014

JP Ferreira | 2014


Em 2013, enquanto ainda frequentava o curso de Teatro Musical da EDSAE, JP integrou o elenco do Musical “Wojtyla” e mais tarde do Musical Infantil “Zorro”, encenado por Rui Melo.

Em Março de 2014, foi convidado a participar no coro dos momentos de homenagem ao Festival da Canção interpretados por Henrique Feist. Ao terminar o curso da EDSAE em 2014, seguiu então para Londres onde frequentou um Curso de Verão de duas semanas na Arts Educational Schools London. Ao regressar a Portugal, esteve uma temporada no Porto onde integrou o elenco do Musical “A Branca de Neve no Gelo”, trabalhando com os irmãos João e Artur Guimarães e com Joana Quelhas.

No início do ano de 2015, fez parte do Musical “Godspell” com encenação de Matilde Trocado e coreografia de Paula Careto e, logo a seguir, participou nos Musicais “Rapazes Nus a Cantar” e “Broadway Babies”, onde teve a oportunidade de voltar a trabalhar com os irmãos Henrique e Nuno Feist. Mais tarde, nesse mesmo ano, integrou, em simultâneo, o elenco dos Musicais Infantis “A Branca de Neve no Gelo” (reposição em Lisboa) e “Pippi das Meias Altas”.

Ao terminar ambos os projectos, já em 2016, decidiu apostar na sua formação fora do país, tendo-se candidatado a escolas em Londres e em Barcelona. Ao ser aceite em ambas as cidades, optou pela Licenciatura de Teatro Musical do Institute of the Arts Barcelona, onde irá iniciar os seus estudos em Setembro deste mesmo ano. Ainda em 2016, teve a oportunidade de fazer parte do corpo docente da EDSAE, onde deu aulas de Dança, Teatro e Canto, a crianças e jovens entre os 5 aos 14 anos.

Comentário

“A EDSAE foi desde o primeiro Sábado a minha segunda casa. Toda a semana girava em torno do Sábado. Foi lá que fiz as minhas amizades mais fortes, foi onde aprendi muito do que sei sobre Teatro Musical. Lá cresci não só como performer, mas principalmente como pessoa. Fui ensinado pelos melhores que há muito mais para lá do que estar em palco a representar para uma sala cheia. Fui ensinado que “o artista completo é aquele que sabe um pouco de tudo”. Fui também ensinado que o sucesso se alcança com MUITO trabalho. O talento não é tudo. E quando se trabalha a sério, as pessoas acreditam e não desistem de nós. Na EDSAE sempre acreditaram e continuam a acreditar em mim.”